Inclusão da PcD no Trabalho é tema de e-book da ASID

Inclusão da PcD no Trabalho é tema de e-book da ASID

Dentre os principais dados da coletânea sobre Inclusão da PcD no Trabalho, destaca-se o número real de vagas preenchidas pela Lei de Cotas e uma análise dos cargos ocupados por essas pessoas

O Dia Internacional da Pessoa com Deficiência – data criada pela ONU – celebrada anualmente em 3 de dezembro, tem como missão promover o debate acerca da inserção da pessoas com deficiência (PcD)na sociedade. 

Aproveitando a ocasião, a ASID – Ação Social para Igualdade das Diferenças, uma das principais instituições do ramo no Brasil, publicou seu e-book para celebrar a data, no início de dezembro. Com o título de “Panorama Brasileiro de Inclusão da Pessoa com Deficiência no Mercado de Trabalho”, o material traz dados atualizados acerca da inclusão em empresas.

Para o levantamento das informações, a ASID contou com o auxílio da 3Hippos, empresa de consultoria de coleta de dados: 

“A parceria foi fundamental pro resultado do projeto. Apesar dos dados serem públicos, eles não são fáceis de encontrar. Assim, lançamos nosso e-book com o intuito de auxiliar na divulgação dessas informações e impactar instituições em nosso país”, afirma Sarah Darcie, diretora de projetos da ASID.

Dentre os principais assuntos da coletânea, é possível destacar: 

  • Dados sobre o mercado de trabalho; 
  • Processo de inclusão escolar; 
  • O papel da família e da empresa no empoderamento da pessoa com deficiência. 

“Em nosso e-book, nós pautamos todos os principais atores da inclusão, desde o começo com dados sobre escolaridade até uma comparação dos salários entre pessoas com e sem deficiência”, comenta Sarah.

O material também apresenta dados que mostram a efetividade da Lei de Cotas em nosso país, segundo estudo da RAIS, feito em 2018, existem 768.723 vagas reservadas para pessoas com deficiência, destas, metade estavam sendo realmente ocupadas (50,62%):

“Além das vagas não estarem totalmente preenchidas, nós ainda encontramos empresas que contratam o profissional, mas não fazem a inclusão correta. Com nosso e-book e conteúdos publicados mostramos quão positiva pode ser a inclusão em organizações”, comenta Alexandre Amorim, diretor executivo e co-fundador da ASID.

O e-book também expõe um ranking das funções mais ocupadas por pessoas com deficiência. Com informações da RAIS, o levantamento apresentou que o cargo mais ocupado é o de auxiliar de escritório e menos de 10% estão em posição de liderança: 

“É papel das instituições, principalmente do setor de RH, construir um plano de carreira para seu funcionário, possibilitando que ele consiga almejar cargos de destaque e promoções.” afirma Alexandre.

Além dos números, o material discorre sobre os dois principais eventos online que a ASID produziu no ano, o Conversas Inclusivas e Informações Inclusivas. Ambos tiveram o apoio do Grupo Volkswagen e o objetivo de disseminar conteúdos acerca da inclusão da pessoa com deficiência no mercado de trabalho. 

“Acreditamos muito no poder das redes sociais em potencializar nosso diálogo, ficamos bem contentes com o engajamento que tivemos nos webinários e vídeos”, avalia Bianca Beltrami, coordenadora dos dois projetos.

A coletânea foi divulgada de forma gratuita no site oficial da ASID e compartilhada em suas redes sociais. “Estamos muito contentes com os resultados de 2020 e o e-book veio para fechar o ano com chave de ouro. Esperamos que ele possa impactar diversas instituições em nosso país”, conclui Alexandre.

Agora é oficial! O Progressistas aprovou minha candidatura!

Agora é oficial! O Progressistas aprovou minha candidatura!

Hoje (11/09), na Convenção do meu Partido, o meu nome foi aprovado para participar das Eleições, no dia 15 de novembro. Estou muito feliz e grato, pois é, mais uma oportunidade, em expor minhas ideias, propostas e defender tudo o que acredito para termos uma Muriaé que merecemos! Sei que os desafios serão muitos, mas estou disposto e preparado! Vamos juntos, fazer diferente e melhor! Conte comigo, sempre!

Que Deus nos abençoe e proteja – um fraterno abraço!

Auxílio emergencial terá mais quatro parcelas no valor de R$ 300

Auxílio emergencial terá mais quatro parcelas no valor de R$ 300

O governo federal anunciou nesta terça-feira (1) a extensão do auxílio emergencial por mais quatro meses, até dezembro, com parcelas de R$ 300, conforme anunciou o presidente Jair Bolsonaro no Palácio da Alvorada após reunião com ministros e parlamentares aliados.

“O valor de R$ 600 é muito caro para quem paga, no caso o Brasil. Não é um valor, muita vezes, suficiente para todas as necessidades, mas atende. O valor definido é um pouco superior a 50% do valor do Bolsa Família”, disse Bolsonaro.

O calendário com as datas de pagamento das parcelas prorrogadas ainda não foi definido. O InfoMoney entrou em contato com o Ministério da Cidadania para questionar quando as datas serão divulgadas, mas a assessoria de imprensa da pasta informou que ainda não tem previsão, pois o novo calendário só será divulgado após a publicação da Medida Provisória (MP) que vai oficializar a extensão do auxílio.

Segundo dados do governo federal, o investimento no benefício social ultrapassa os R$ 200 bilhões e deve chegar a R$ 260 bilhões até o fim do programa.

O pagamento das parcelas é destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados, beneficiários do Bolsa Família e pessoas inscritas no Cadastro Único de programas sociais do governo federal.

Extensão do auxílio

A proposta inicial do governo era que o auxílio emergencial, criado para ajudar os brasileiros a atravessar a crise provocada pela pandemia, durasse três meses, com parcelas de R$ 200.

Mas o Congresso aprovou, em março, o pagamento de três parcelas de R$ 600. Depois o governo prorrogou o auxílio por mais dois meses, no valor de R$ 600, totalizando cinco parcelas.

Houve também alterações no formato dos pagamentos. A primeira rodada de depósitos, em abril, funcionava por data de aprovação do benefício. Ou seja, o trabalhador era aprovado pela Dataprev e enquadrado em grupos que recebiam o dinheiro de acordo com os lotes em datas determinadas.

Esse modelo incluiu os brasileiros que receberam o pagamento da primeira parcela em 9 de abril e que vigorou até meados de julho. Hoje, os trabalhadores recebem as cinco parcelas dentro de um calendário dividido em quatro ciclos.

No sistema de ciclos, o benefício é pago de acordo com a data de aniversário, então beneficiários nascidos no mesmo mês recebem o valor no mesmo dia, ainda que um deles esteja recebendo a primeira parcela e o outro a quarta.

Por exemplo: Maria e João nasceram em janeiro. Ela aguarda a segunda parcela e ele a quarta. Ambos receberão os valores na mesma data. A lógica vale para todos os meses e parcelas.

Vale lembrar que, mesmo assim, todos os aprovados receberão cinco parcelas, em períodos diferentes, até 15 de dezembro de 2020 (saiba mais aqui). O governo ainda não informou como vai funcionar o pagamento das novas parcelas anunciadas nesta terça-feira.

O primeiro ciclo foi encerrado em 26 de agosto, quando os nascidos em dezembro receberam o depósito de uma das suas cinco parcelas. Mas as datas que liberam os saques em dinheiro e transferências dos valores distribuídos neste ciclo seguem até 17 de setembro.

Nesta quarta-feira (2), os nascidos em fevereiro receberão mais uma parcela.

Veja o calendário completo aqui. 

Renda Brasil

Com a prorrogação do auxílio emergencial, o governo ganha tempo para ampliar e ajustar o funcionamento do Renda Brasil, programa que vai substituir o Bolsa Família.

O novo programa, que deve ser o marco social do governo Bolsonaro, será anunciado em um segundo momento para que o ministro da Economia, Paulo Guedes, tenha mais tempo para acomodar o custo dentro do teto de gastos, que limita os gastos do governo e impede que as despesas públicas subam acima inflação.

O programa seria anunciado como parte do Pró-Brasil, o megapacote de medidas sociais do governo, que seria lançado no último dia 25, mas indefinições, sobretudo no valor do benefício, impediram o anúncio.