Inclusão da PcD no Trabalho é tema de e-book da ASID

Dentre os principais dados da coletânea sobre Inclusão da PcD no Trabalho, destaca-se o número real de vagas preenchidas pela Lei de Cotas e uma análise dos cargos ocupados por essas pessoas

O Dia Internacional da Pessoa com Deficiência – data criada pela ONU – celebrada anualmente em 3 de dezembro, tem como missão promover o debate acerca da inserção da pessoas com deficiência (PcD)na sociedade. 

Aproveitando a ocasião, a ASID – Ação Social para Igualdade das Diferenças, uma das principais instituições do ramo no Brasil, publicou seu e-book para celebrar a data, no início de dezembro. Com o título de “Panorama Brasileiro de Inclusão da Pessoa com Deficiência no Mercado de Trabalho”, o material traz dados atualizados acerca da inclusão em empresas.

Para o levantamento das informações, a ASID contou com o auxílio da 3Hippos, empresa de consultoria de coleta de dados: 

“A parceria foi fundamental pro resultado do projeto. Apesar dos dados serem públicos, eles não são fáceis de encontrar. Assim, lançamos nosso e-book com o intuito de auxiliar na divulgação dessas informações e impactar instituições em nosso país”, afirma Sarah Darcie, diretora de projetos da ASID.

Dentre os principais assuntos da coletânea, é possível destacar: 

  • Dados sobre o mercado de trabalho; 
  • Processo de inclusão escolar; 
  • O papel da família e da empresa no empoderamento da pessoa com deficiência. 

“Em nosso e-book, nós pautamos todos os principais atores da inclusão, desde o começo com dados sobre escolaridade até uma comparação dos salários entre pessoas com e sem deficiência”, comenta Sarah.

O material também apresenta dados que mostram a efetividade da Lei de Cotas em nosso país, segundo estudo da RAIS, feito em 2018, existem 768.723 vagas reservadas para pessoas com deficiência, destas, metade estavam sendo realmente ocupadas (50,62%):

“Além das vagas não estarem totalmente preenchidas, nós ainda encontramos empresas que contratam o profissional, mas não fazem a inclusão correta. Com nosso e-book e conteúdos publicados mostramos quão positiva pode ser a inclusão em organizações”, comenta Alexandre Amorim, diretor executivo e co-fundador da ASID.

O e-book também expõe um ranking das funções mais ocupadas por pessoas com deficiência. Com informações da RAIS, o levantamento apresentou que o cargo mais ocupado é o de auxiliar de escritório e menos de 10% estão em posição de liderança: 

“É papel das instituições, principalmente do setor de RH, construir um plano de carreira para seu funcionário, possibilitando que ele consiga almejar cargos de destaque e promoções.” afirma Alexandre.

Além dos números, o material discorre sobre os dois principais eventos online que a ASID produziu no ano, o Conversas Inclusivas e Informações Inclusivas. Ambos tiveram o apoio do Grupo Volkswagen e o objetivo de disseminar conteúdos acerca da inclusão da pessoa com deficiência no mercado de trabalho. 

“Acreditamos muito no poder das redes sociais em potencializar nosso diálogo, ficamos bem contentes com o engajamento que tivemos nos webinários e vídeos”, avalia Bianca Beltrami, coordenadora dos dois projetos.

A coletânea foi divulgada de forma gratuita no site oficial da ASID e compartilhada em suas redes sociais. “Estamos muito contentes com os resultados de 2020 e o e-book veio para fechar o ano com chave de ouro. Esperamos que ele possa impactar diversas instituições em nosso país”, conclui Alexandre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *